Angelo Carboni/ EFE
Angelo Carboni/ EFE

Roma bate Torino, assegura vice-liderança e mantém perseguição à Juventus

Equipe derrota o Napoli por 4 a 1 em jogo válido pelo Campeonato Italiano

Estadao Conteudo

19 Fevereiro 2017 | 16h22

Após a vitória do Napoli, mais cedo neste domingo, a Roma sabia que precisava vencer o Torino para manter a vice-liderança do Campeonato Italiano. Diante da sua torcida no estádio Olímpico, a equipe da capital assegurou o triunfo por 4 a 1 e manteve viva a perseguição à primeira colocada Juventus.

Com o resultado, a Roma foi a 55 pontos em 25 rodadas do Campeonato Italiano, enquanto que a Juventus lidera o torneio com 63 e o Napoli aparece na terceira colocação, com 54. Já o Torino parou nos 35, na nona posição.

Em campo, a Roma mostrou a superioridade desde o início e conseguiu abrir o placar aos nove minutos do primeiro tempo. Dzeko tocou para Nainggolan na ponta esquerda e apareceu para receber de volta. Na meia-lua, o bósnio levou para o pé direito e bateu no canto esquerdo do goleiro Joe Hart.

Os donos da casa conseguiram ampliar já aos 16 minutos. A defesa do Torino errou na hora de afastar um lançamento e a bola sobrou limpa para Mohamed Salah, que tentou um chute de primeira e estufou a rede.

Na segunda etapa, aos 20 minutos, após escanteio da direita que a zaga do Torino afastou, Paredes pegou a sobra na intermediária e mandou uma bomba no canto esquerdo de Hart para fazer 3 a 0.

Nos minutos finais, aos 38, Maxi López foi lançado por trás da zaga na ponta direita, saiu na cara do goleiro e bateu rasteiro e descontou para o Torino. No entanto, aos 46, a Roma mostrou que não diminuiria o ritmo até o apito final. Na grande área, Totti ajeitou e Nainggolan bateu firme para selar o 4 a 1.

Pela sequência do Campeonato Italiano, o Torino encara a Fiorentina fora de casa, no próximo dia 27, uma segunda-feira. Já a Roma encara a Internazionale no estádio San Siro, em Milão, no próximo domingo. Antes, porém, o time da capital recebe o Villarreal pela Liga Europa, nesta quinta.

Mais conteúdo sobre:
futebol internacional futebol Roma Napoli

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.