Roma busca 3º scudetto de sua história

A festa estava preparada na semana passada, mas ficou só na intenção, depois do empate por 2 a 2 em Nápoles. Desta vez, a Roma promete não decepcionar, na partida contra o Parma, no estádio Olímpico, na última rodada do Campeonato Italiano. A equipe dos brasileiros Cafu, Aldair, Antonio Carlos, Emerson e Marcos Assunção lidera com 72 pontos e só depende de suas forças para conquistar o terceiro scudetto da sua história. Juventus, com 70, e Lazio, com 69, também têm chance.Os torcedores "romanistas" confiam na regularidade do time, mas ficaram com um pé atrás, após o desempenho contra o Napoli. A sombra da Juventus agora é a que mais incomoda. O time de Turim tirou sete pontos de diferença nas últimas rodadas e justificou a fama de maior ganhador de títulos do país - são 26 em pouco mais de um século de disputa."Seremos campeões", anunciou Gabriel Batistuta, durante a semana. O artilheiro argentino não fez questão alguma de ser cauteloso nem de mostrar humildade. "Nossa equipe é a mais forte e merece vencer", observou o atacante, com a autoridade dos 19 gols que marcou para a Roma.A Roma só não será campeã se perder e se a Juventus bater a Atalanta em casa. Se os romanos empatarem e a equipe de Turim vencer, haverá jogo extra, pois as duas terminariam em primeiro lugar com 73 pontos. O mesmo critério se aplica se a Juve não ganhar (ficaria com 70 ou 71), se a Roma for derrotada (72) e se a Lazio passar pelo Lecce no campo do adversário (72). Não há possibilidade de tríplice empate.

Agencia Estado,

16 de junho de 2001 | 16h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.