Reprodução
Reprodução

Roma é punida por faixa ofensiva à mãe de torcedor do Napoli

Torcida ironizou livro escrito em homenagem a torcedor morto

Estadão Conteúdo

07 de abril de 2015 | 13h09

A Roma terá que jogar a sua próxima partida como mandante no Campeonato Italiano com parte do Estádio Olímpico fechada após o clube ser punido pela exibição de uma faixa que ofendia a mãe de um torcedor do Napoli, que morreu no ano passado, semanas após ser baleado.

A faixa foi exibida no último sábado, durante a vitória da Roma por 1 a 0 sobre o Napoli, no Estádio Olímpico. O compromisso foi o primeiro da equipe do Sul da Itália diante da Roma no estádio desde a decisão da Copa da Itália na temporada passada, em maio, quando Ciro Esposito levou tiros fora do estádio, morrendo semanas depois, em junho. Diante do ato, o setor conhecido por Curva Sul, no Estádio Olímpico, onde se concentram os ultras da Roma, estará fechado na partida contra a Atalanta, marcada para 19 de abril.

Mãe de Esposito, Antonella Lardi lançou o livro "Ciro Vive" na semana passada, sobre o seu filho. A torcida da Roma, então, exibiu uma faixa com a seguinte inscrição: "Que triste, fazendo dinheiro com livros e entrevistas". Diante disso, a Roma acabou sendo punida pela Federação Italiana de Futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.