Alessandra Tarantino/AP
Alessandra Tarantino/AP

Roma faz 5 a 0, segue 100% e retoma liderança isolada

Com o resultado, equipe da capital italiana passa Juventus e Napoli, que também venceram nesta rodada

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2013 | 18h05

ROMA - Atuando no Estádio Olímpico, a Roma não tomou conhecimento do Bologna, neste domingo, para recuperar a liderança do Campeonato Italiano. No último jogo do dia na competição, a equipe goleou por 5 a 0 e chegou aos 18 pontos, ficando dois à frente de Napoli e Juventus, que dividem a vice-liderança. O resultado também manteve o rival derrotado na zona de rebaixamento, na 18.ª posição, com apenas três pontos.

No confronto realizado na capital italiana, a Roma já vencia por 3 a 0 com apenas 26 minutos de jogo, com gols de Alessandro Florenzi, Gervinho e Mehdi Benatia. Na etapa final, Gervinho voltou a marcar, antes de Adem Ljajic decretar a goleada fazendo 5 a 0. Com o triunfo obtido nesta sexta rodada do Italiano, o time romano também se manteve como único com 100% de aproveitamento na competição, na qual ainda acumula 17 gols marcados e apenas um sofrido em seis partidas.

Sem poder contar com o lateral Maicon, com uma lesão na coxa, a Roma teve a presença do zagueiro Leandro Castán como titular neste domingo. Outro brasileiro que participou do duelo, entrando na equipe no decorrer da partida, foi o meia Rodrigo Taddei.

Horas antes de a Roma arrasar o Bologna, a Juventus, atual bicampeã nacional, bateu o Torino por 1 a 0 no clássico de Turim. Já no sábado, o Napoli havia derrotado o Genoa por 2 a 0, fora de casa, onde também chegou aos 16 pontos. Porém, a equipe romana não sentiu a pressão imposta por estes dois resultados ao confirmar com tranquilidade o seu favoritismo neste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato ItalianoRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.