Roma ganha a quinta seguida na Itália e lidera campeonato

Time da capital bate o Sampdoria por 2 a 0: lateral Maicon se machuca e deve ficar fora da lista de Felipão

O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2013 | 21h02

SÃO PAULO - Contra todos os prognósticos, passadas cinco rodadas do Campeonato Italiano a líder é a Roma. O time em que poucos apostavam antes do início da temporada venceu as cinco primeiras partidas pela primeira vez em sua história e tem 15 pontos. A vítima desta quarta foi a Sampdoria, derrotada em Gênova por 2 a 0 – com gols do zagueiro marroquino Benatia e do atacante marfinês Gervinho. "Estou contente com os resultados, é claro, mas o importante é fazer história no fim do campeonato", disse o técnico Rudi Garcia, que poupou alguns titulares – o capitão Totti, por exemplo, só entrou aos 17 minutos da segunda etapa.

A nota negativa foi a lesão sofrida por Maicon, que teve de deixar o campo aos 35 minutos do primeiro tempo por causa de um problema muscular. O ex-corintiano Dodô entrou em seu lugar. Quem ficou de olho na contusão de Maicon foi o técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, que muito provavelmente contava com o jogador nos amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia.

  

O Napoli perdeu os 100% de aproveitamento na temporada (quatro vitórias no campeonato e o triunfo por 2 a 1 sobre o Borussia Dortmund na abertura da Liga dos Campeões) de uma maneira amarga: em casa, contra o lanterna Sassuolo, num jogo que a torcida esperava ver uma goleada. Mas o time ficou num decepcionante empate por 1 a 1. Dzemaili abriu o placar logo aos 14 minutos. Aos 20, Zaza deixou tudo igual. Foi o primeiro ponto conquistado pelo Sassuolo na Série A da Itália – a equipe tinha sofrido 15 gols em quatro jogos, e vinha de uma derrota em casa para a Inter por 7 a 0. O técnico Rafa Benítez disse que o tropeço não pode ser creditado ao fato de ter poupado alguns titulares. "Deveríamos ter ganho com os jogadores que entraram em campo. O problema é que jogamos mal, e o adversário fez uma ótima partida."

A Juventus contou com a ajuda do árbitro para ganhar de virada do Chievo por 2 a 1 em Verona. Quando o jogo estava 1 a 1, Palloschi teve um gol legítimo anulado. Pouco depois veio gol contra de Bernardini, que deu os três pontos à Juve (Quagliarella havia feito o primeiro). A equipe de Turim tem 13 pontos.

SORTE

Com boa atuação de Robinho, o Milan escapou da derrota para o Bologna fora de casa com dose de sorte também. Perdia por 3 a 1 até os 44 minutos do segundo tempo, e empatou com gols de Robinho e Abate. No último lance do jogo, o meia Diamanti quase deu a vitória para os anfitriões: mandou uma bomba no travessão. O Milan tem apenas cinco pontos, dez a menos do que a Roma. Kaká, machucado, não jogou. "Jogamos bem. Se continuarmos assim, acredito que no Natal estaremos na parte alta da classificação", disse o técnico Massimiliano Allegri. Outros resultados: Parma 4 x 3 Atalanta, Lazio 3 x 1 Catania, Livorno 1 x 1 e Torino 2 x 2 Verona. A rodada será concluída nesta quinta com a partida entre Inter e Fiorentina em Milão.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterRomaCampeonato italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.