Roma quer Cafu, mas com salário menor

A diretoria do Roma propôs prorrogar por mais dois anos o contrato com o lateral brasileiro Cafu, mas fez uma exigência: quer reduzir os salários do jogador, estimados em 2,5 milhões de euros anuais. Cafu, que chegou ao Roma em 97, vai completar 33 anos em junho deste ano. O contrato do lateral com o clube termina no meio do ano. Cafu - que tem propostas do futebol japonês e de alguns clubes europeus - ainda não se pronunciou a respeito da proposta do clube romano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.