Alberto Lingria/Reuters
Alberto Lingria/Reuters

Roma ganha primeira no Italiano ao superar a Juventus no clássico

No Olímpico, donos da casa mandam 2 a 1 e apagam a má estreia

Estadão Conteúdo

30 de agosto de 2015 | 15h18

A Roma compensou a torcida neste domingo pela estreia decepcionante no Campeonato Italiano, na semana passada. Jogando em casa, no estádio Olímpico, o time da capital superou a Juventus por 2 a 1 e obteve sua primeira vitória logo no primeiro clássico da competição. Os destaques da partida foram os bósnios Pjanic e Dzeko, autores dos dois gols dos anfitriões.

Enquanto a Roma chega aos quatro pontos, a Juventus ainda tenta "começar" a busca pelo pentacampeonato. O time de Turim também perdeu na estreia e ainda não pontuou no campeonato. Um dos reforços da equipe para a temporada, Paulo Dybala marcou seu primeiro gol pela equipe no Italiano, mas não foi o suficiente para ao menos buscar o empate.

Todos os gols da partida foram marcados no segundo tempo. A Roma abriu o placar em bela cobrança de falta de Pjanic aos 16 minutos. A Juventus tentou reagir e partiu para o ataque. Num dos lances mais perigosos, pediu pênalti em lance no qual o árbitro marcou falta fora da área.

Os jogadores da Juventus se exaltaram ao exigir a marcação da penalidade. E até o goleiro Rubinho exagerou na cobrança. Mesmo no banco de reservas, o brasileiro foi expulso de campo. Dentro de campo, a baixa foi o lateral Evra. Ele fez falta dura e levou o segundo cartão amarelo, deixando o time visitante com um a menos em campo.

Logo na sequência a Roma ampliou a vantagem no placar. Em cruzamento na área, Dzeko escorou de cabeça na área e acertou o canto: 2 a 0. Apesar da desvantagem numérica, a Juventus tentou fazer pressão nos minutos finais e ainda arrancou um gol, com Dybala, aos 42 minutos. Insuficiente, contudo, para somar seu primeiro ponto neste Italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.