Alberto Pizzoli/AFP
Alberto Pizzoli/AFP

Roma supera Lazio, garante vice e mantém Napoli na briga

Equipe vai direto à fase de grupos da próxima Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2015 | 15h01

A Roma garantiu o vice-campeonato italiano nesta segunda-feira, ao vencer o disputado clássico diante da Lazio por 2 a 1, no Estádio Olímpico, pela penúltima rodada da competição. A partida foi morna até os 20 minutos finais, quando as equipes justificaram a expectativa sobre o confronto e marcaram os três gols.

Com o resultado, a Lazio não pode mais alcançar a Roma, já que tem 66 pontos, na terceira posição, contra 70 da rival. Quem também comemorou a vitória romana foi o Napoli, que é o quarto colocado, com 63 pontos, e manteve viva a esperança de classificação para a Liga dos Campeões da próxima temporada.

Para isso, precisa vencer o duelo direto justamente diante da Lazio na última rodada. No domingo que vem, as equipes se enfrentarão em Nápoles. O time da casa precisa da vitória, enquanto um empate garante os romanos na Liga dos Campeões. A Roma, por sua vez, com vaga já conquistada, cumpre tabela no domingo diante do Palermo.

Nesta segunda, Lazio e Roma tiveram 70 minutos de um futebol pobre, sem grandes emoções de ambos os lados. No primeiro tempo, as equipe pouco criaram e a violência tomou conta de algumas jogadas. Na etapa final, nem isso acontecia e o que se via era apenas um duelo truncado, com muitos erros no meio de campo.

A partir dos 20 minutos, no entanto, a Roma cresceu. Ibarbo chegou a perder chance incrível aos 25, da linha da pequena área. Aos 28, no entanto, a equipe abriu o placar. Manolas arrancou pela intermediária e rolou para Ibarbo, que foi à linha de fundo e bateu para o meio. O argentino Iturbe chegou sozinho na pequena área para marcar.

O gol acordou a Lazio, que empatou sete minutos depois. Felipe Anderson cruzou da esquerda, Klose ajeitou de cabeça e Djordjevic apareceu para empurrar para o gol. Mas mal deu tempo para comemorar. Aos 39, Mapou aproveitou falta cobrada da direita e desviou de cabeça, no canto do goleiro, selando a vitória.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.