Tony Gentille/Reuters
Tony Gentille/Reuters

Roma vence clássico de virada no final, mas Lazio passa à final da Copa da Itália

Adversário da Lazio será conhecido nesta quarta-feira com o duelo entre Napoli e Juventus,

Estadao Conteudo

04 de abril de 2017 | 18h18

A Roma lutou bastante, conseguiu uma virada nos últimos minutos do clássico, mas não teve sucesso no final. Nesta terça-feira, a Lazio conseguiu a classificação à decisão da Copa da Itália mesmo com a derrota por 3 a 2 para a grande rival, no estádio Olímpico, em Roma. Isso graças à vitória por 2 a 0, em 1.º de março, na partida de ida das semifinais da competição.

A final da Copa da Itália será no dia 2 de junho, em local a ser definido. O adversário da Lazio será conhecido nesta quarta-feira com o duelo entre Napoli e Juventus, no estádio San Paolo, em Nápoles. Na ida, em Turim, no final de fevereiro, a equipe alvinegra ganhou por 3 a 1 e joga com a vantagem de poder perder por um gol de diferença.

Agora, a Lazio tentará buscar o seu sétimo título na história da competição, o que a deixaria igualada com a Internazionale, a terceira maior campeã. Apenas Juventus (11 vezes) e Roma (9) possuem mais troféus da Copa da Itália. A última conquista foi em 2013, quando bateu justamente a rival da capital italiana na decisão.

Em campo, os atacantes Milinkovic-Savic e Immobile deixaram a Lazio em vantagem em duas oportunidades. El Shaarawy e Salah (duas vezes) empataram e viraram para os mandantes no clássico que contou com o retorno dos torcedores organizados (chamados ultras na Itália) das duas equipes. Barrados desde 6 de junho de 2015, eles voltaram a ocupar seus espaços nos setores atrás dos gols do estádio Olímpico.

Como aconteceu nos clássicos anteriores, o duelo começou de maneira bastante equilibrada. Sem muitas oportunidades, a Lazio conseguiu abrir o placar aos 37 minutos do primeiro tempo, quando a zaga da Roma vacilou e a bola ficou com Immobile, que chutou para a defesa de Alisson. No rebote do goleiro brasileiro, Milinkovic-Savic apareceu livre para empurrar para o fundo das redes.

Com a desvantagem, a Roma precisava fazer 4 a 1 para avançar. No final do primeiro tempo, aos 42, a esperança reapareceu com o gol de El Shaarawy, que aproveitou cruzamento e pegou de primeira. Mas um balde de água fria veio logo aos 10 da segunda etapa, quando Immobile apareceu completamente livre na frente de Alisson e só teve o trabalho de tocar no canto do brasileiro para fazer o segundo gol da Lazio.

Novamente a Roma teria que correr atrás de quatro gols, mas só teve forças para fazer dois. O primeiro saiu aos 20 minutos com Salah. O egípcio aproveitou rebote do chute de El Shaarawy e empatou o jogo. O segundo só veio nos acréscimos, aos 46, mas já sem tem para mais nada.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolfutebolLazioRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.