Roman Abramovich já investiu R$ 2 bilhões no Chelsea

Este é o valor estimado durante todo o período em que o magnata russo participa da vida do time inglês

Ansa

22 de fevereiro de 2008 | 11h54

Mais de 760 milhões de euros (cerca de R$ 2 bilhões) em menos de cinco anos é o quanto investiu do próprio bolso o bilionário russo Roman Abramovich desde que se tornou proprietário do Chelsea, tornando-o uma das grandes potências do futebol mundial.Mesmo estando afundado em dívidas de quase 100 milhões de euros (quase R$ 253 milhões), o clube londrino - segundo o diretor-geral Peter Kenyon - é o segundo melhor economicamente no país, atrás apenas do Manchester, graças a uma movimentação total de 252 milhões de euros (aproximadamente R$ 636 milhões).A preocupação de muitos, no entanto, é com relação à estabilidade do Chelsea, que depende muito do patrimônio pessoal de Abramovich, sem o qual o clube corre o risco de falir."Quando uma pessoa investe quantias similares em um clube é muito improvável que vá embora de um dia para o outro. Estamos em contato regular com Roman e mantemos ele informado do andamento do clube, mesmo que ele pareça mais interessado nos aspectos esportivos, pois foi a paixão pelo futebol que o trouxe ao Chelsea", disse Bruce Buck, presidente do clube. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.