Romário acerta pendência com a ex-esposa e está livre

Ex-jogador passou a madrugada detido em delegacia do Rio sob a alegação de não ter pagado pensão

15 de julho de 2009 | 16h00

Ricardo Moraes/AP

Romário não conversa com jornalistas na saída da delegacia; ex-jogador hoje é dirigente do América-RJ

RIO - Após uma audiência nesta quarta-feira no Fórum da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, o ex-jogador de futebol Romário conseguiu o alvará de soltura e está livre da prisão. Ele havia sido detido na noite de terça sob a alegação de não pagar dois meses de pensão alimentícia dos filhos mais velhos.

Ele acertou uma pendência com a sua primeira mulher, a modelo Mônica Santoro, e deixou o local por volta das 17 horas. As partes chegaram a um acordo, mas os valores não foram divulgados. O valor supostamente devido pelo ex-atacante era de cerca de R$ 90 mil.

Segundo informações de agentes da delegacia onde Romário ficou na madrugada desta quarta, ele passou a noite tranquilo na 16ª Delegacia de Polícia (DP) na Barra da Tijuca. O ex-craque não foi algemado.

A detenção ocorreu devido a um processo movido por Mônica Santoro. Romário tem dois filhos com ela - Romarinho e Moniquinha. Em 2004, ele já havia enfrentado problemas por não pagar pensão e também foi detido em ação movida pela modelo.

Atualmente, Romário é dirigente do América-RJ e está casado com Isabela, com quem tem as filhas Ivy e Belinha - o ex-jogador ainda tem outros dois filhos: Danizinha e Rafael.

(Atualizado às 18h09)

Tudo o que sabemos sobre:
Romáriofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.