Romário: certeza de ser predestinado

A estrela de Romário voltou a brilhar, desta vez no futebol de praia, modalidade que está adotando em seu final de carreira. Faltando apenas 16 segundos para o desafio entre cariocas e paulistas terminar neste domingo pela manhã, ele dominou a bola pela direita e chutou cruzado para marcar o quinto gol de sua equipe, garantindo a vitória por 5 a 4.Satisfeito, ele repetiu a frase com que se autodefine: "Quando nasci, Deus apontou e disse: esse é o cara. Mais uma vez a prova foi essa aí". Terminada a partida deste domingo no Guarujá, Romário retornou ao Rio de Janeiro onde vai se apresentar nesta segunda-feira ao Vasco para iniciar o treinamento com o grupo, embora sua situação ainda não esteja definida no clube de São Januário.O que ele sabe é que pretende disputar o campeonato carioca, o último de sua carreira, por um time de seu Estado. "Tenho treinado sozinho, mas treinar em grupo é diferente e espero resolver tudo até o final da semana".Com isso, ele descarta a possibilidade de jogar em algum time paulista. "Infelizmente, meu fim de carreira é este ano e espero jogar num time carioca, e não tive o prazer de vestir a camisa de um time do Estado de São Paulo. Isso não chega a ser uma frustração para mim, só não aconteceu".Romário disse também que não disputará o Brasileiro deste ano, devendo mesmo parar com o futebol de campo em julho. "Só vou disputar o Carioca, o Brasileiro não", comentou. Antes disso, porém, pretende se dedicar ao futebol de praia e vai participar, em maio, de uma seletiva para o Mundial e, em maio, do próprio Mundial, que este ano terá a chancela da Fifa. "Já tenho conversado com a organização sobre isso e se realmente tiver essa oportunidade de jogar direto o futebol de praia, as crianças que não me viram dentro de campo vão ter mais uma oportunidade e, para mim, será mais uma satisfação".Polêmica - O bate-boca com Pelé é coisa do passado para Romário, que neste domingo evitou o assunto, depois de lembrar que já havia pedido desculpas. "Eu vim aqui para falar em festa, não em coisa do passado. Pelé é nosso rei, é nosso Deus, e isso está superado".O jogador comentou também o trabalho de Vanderlei Luxemburgo no Real Madrid: "é mais um brasileiro que, com certeza, vai ter muito sucesso lá. Onde ele passou, ganhou e vai ganhar na Espanha também porque é um profissional bastante competente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.