Romário chora ao vestir camisa vascaína

Em sua terceira passagem pelo Vasco, Romário foi recebido como rei pela diretoria e pelos torcedores do clube, neste domingo, na vitória sobre a Portuguesa, por 2 a 1, em São Januário, pelo Campeonato Carioca. O atacante de 38 anos ficou 76 minutos em campo e foi muito aplaudido pelo público.A festa começou com a entrada de Romário em campo, vestindo uma camisa branca, antes do começo da partida. Em seguida, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, apareceu no gramado para entregar ao atacante a camisa 11, que estava "aposentada" em homenagem justamente a ele.Romário, cercado por crianças, vestiu a camisa do Vasco, colocou a braçadeira de capitão e começou a chorar descontroladamente. "Comecei aqui e acho que não podia ser diferente: terminar aqui", afirmou o atacante, que prometeu se aposentar após o Campeonato Carioca. "Vou tentar retribuir esse carinho em campo, ajudando o time com gols", prometeu.A estréia de Romário no Vasco foi em 1985, aos 19 anos, contra a Portuguesa, também pelo Campeonato Carioca. Na ocasião, o time de São Januário venceu por 5 a 3, com três gols dele.Durante a partida, Romário se movimentou e até ajudou o meio-de-campo na armação das jogadas ofensivas. No segundo tempo, aos quatro minutos, teve um gol anulado pelo árbitro Ubiraci Damásio, sob a alegação de que estava em impedimento. Cinco minutos depois, desperdiçou uma oportunidade ao entrar livre na área e chutar para fora."Foi uma atuação positiva fisicamente, porque nada senti. Faltou ritmo de jogo, mas isso acontece", disse Romário, que no sábado completará 39 anos. "Aos poucos, vamos melhorar nosso desempenho e pegando entrosamento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.