Romário diz que joga na Venezuela

A incerteza em relação à presença de Romário é a principal preocupação do Vasco para a partida contra o Deportivo Tachira, nesta quarta-feira, às 21h40 (horário de Brasília), na Venezuela, pela Copa Libertadores da América. O atacante sentiu dores na coxa direita, durante a semana, e pode ser substituído por Viola. Romário, no entanto, garantiu que vai participar do jogo porque já realizou alguns testes e não sentiu a contusão."Senti esta dor no fim do treino e achei que seria algo mais grave. Depois percebi que não era nada de anormal", explicou o atacante vascaíno. Romário está muito entusiasmado porque disputa a Libertadores pela primeira vez e deseja conquistar o título e ser o artilheiro da competição.Outra indefinição na equipe é na lateral direita. Contundido, Clébson não pode atuar. Maricá, o jogador reserva desta posição, pode ser preterido em favor do meia Paulo Miranda, que seria improvisado no setor.Se o técnico Joel Santana optar por escalar Paulo Miranda na lateral direita, o meia Pedrinho retorna à equipe. Durante a semana, Pedrinho criticou o treinador por deixá-lo fora do time, pois antes de contundir-se ele era o titular. Joel procurou minimizar a polêmica. "Trabalho para o Vasco da Gama e não para satisfazer a um jogador."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.