Romário é absolvido de acusação de doping

O atacante Romário foi absolvidopor unanimidade nesta quinta-feira, dois meses depois dadivulgação de um teste antidoping positivo, informou o SuperiorTribunal de Justiça Desportiva (STJD). O jogador de 42 anos havia sido suspenso pela segundacomissão disciplinar do STJD por 120 dias em dezembro, mas oatleta recorreu. Segundo Romário, a substância proibidaencontrada em seu exame, finasterida, está presente em umremédio contra a queda de cabelos que ele tomava. Depois de chorar no julgamento, Romário comemorou apossibilidade de poder retornar aos gramados. "Hoje saio daqui aliviado e de alma lavada. Agradeço aotribunal por ter entendido que eu não quis me dopar. Fico felizpor poder voltar a fazer o que mais gosto na vida, que é jogar.Depois de fazer sexo, é claro", disse o jogador. O atacante, campeão mundial em 1994, deixou o cargo detécnico do Vasco no início do mês, mas segue como jogador doclube carioca. Ele já afirmou que vai encerrar a carreira aotérmino de seu contrato, no final de março. "Vou conversar com o Eurico (Miranda, presidente do Vasco)e vamos ver o que é melhor para o Vasco. Sei que estou no fimda minha carreira e para a maioria eu já deveria ter parado.Tem muitos garotões aí para jogar bola", declarou o atacante. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, texto de Tatiana Ramil)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.