Romário e Tevez são destaques da festa

Depois do duelo em campo, Corinthians e Internacional travaram nesta segunda à noite outra batalha durante a festa de premiação do craque do Campeonato Brasileiro de 2005, no Teatro João Caetano - centro do Rio. Enquanto a delegação corintiana era sinônimo da alegria, o grupo colorado, em número reduzido, ainda chorava a perda do título.As estrelas da noite foram o argentino Carlitos Tevez e o atacante Romário, do Vasco. O jogador corintiano chegou com uma hora de atraso à cerimônia e não recebeu no palco o troféu de campeão da Série A com os demais companheiros, mas ainda teve tempo de ganhar o troféu de melhor ponta de lança e a premiação mais importante da noite: o de craque da competição. Já Romário, que fez suspense até a última hora se participaria ou não, chegou 30 minutos após Tevez e permaneceu tempo suficiente para ser agraciado com a premiação de artilheiro do nacional, ver a delegação do Corinthians puxar a salva de aplausos de pé, e saiu em seguida sem nada falar. Do lado do Internacional, Muricy Ramalho, eleito o melhor técnico, resumiu o espírito dos gaúchos: "Preferia não ter ganho este prêmio e ser sido campeão do brasileiro. Infelizmente o Internacional foi roubado, mas sei que o Corinthians nada tem a ver com isso." Ao final do evento, o Corinthians aplicou uma nova derrota ao Internacional. Totalizou seis prêmios: melhor goleiro: Fábio Costa; lateral esquerdo: Gustavo Nery; primeiro volante: Marcelo Matos; meia esquerda: Roger; ponta de lança e craque do campeonato - Carlos Tevez, contra 3 prêmios do time gaúcho: segundo volante: Tinga; atacante: Rafael Sóbis e técnico: Muricy Ramalho."Estou muito contente com esses prêmios e não tenho palavras para descrever a minha felicidade", disse Tevez. "Agora precisamos jogar tranqüilo, arrumar um bom time e se concentrar na Taça Libertadores, para conquistarmos mais este título". Ao ser indagado se participaria do jogo de domingo entre Corinthians e a Seleção do Campeonato, Tevez desconversou: "não sei , estou de férias".Os demais prêmios da noite foram: lateral direito: Gabriel, do Fluminense; zgueiro central: Lugano, do São Paulo; quarto zagueiro: Gamarra, do Palmeiras; meia direita: Petkovic, do Fluminense; e melhor árbitro, Leonardo Gaciba, do Rio Grande do Sul.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2005 | 23h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.