Romário elogia Vasco e não sabe se continua como técnico

Jogador diz que cumpriu o que havia prometido, mas não descarta continuidade no cargo de treinador

25 de outubro de 2007 | 01h18

Apesar da vitória por 1 a 0 diante do América-MEX, o Vasco está fora da Copa Sul-americana, e agora volta a pensar somente no Campeonato Brasileiro e na situação delicada que vive, precisando ao menos de 50 pontos para evitar o rebaixamento. Hoje, o time possui 43.   Veja também:  Vasco vence, mas está desclassificado da Sul-americana   Ciente disto, o técnico e jogador Romário elogiou o desempenho de todos na vitória pela Sul-americana. "Foi um bom jogo. O Vasco teve várias chances para marcar mais gols e se classificar, mas infelizmente não deu. Mesmo assim, o time está de parabéns."   Agora, sua permanência depende exclusivamente do presidente do Vasco, Eurico Miranda, que havia garantido contratar um novo treinador nesta quinta-feira. Mesmo assim, Romário fica à disposição. "A gente nunca sabe o que pode acontecer. Meu compromisso era treinar a equipe para esta partida, e eu cumpri o que falei ao Eurico. A gente pensa no que pode acontecer, mas agora não é o momento", comentou.   Se depender do atacante Leandro Amaral, Romário continua como técnico do Vasco. "Ele [Romário] tem todo o apoio do elenco e fez um excelente trabalho. Por mim, ele continua como treinador."

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Sul-americanaVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.