Romário está acertado com o Vasco

Na véspera do confronto contra o Coritiba, que será realizado nesta quarta-feira, às 21h50, no Estádio Couto Pereira, quem roubou a cena no noticiário do Vasco foi o atacante Romário. O artilheiro se reuniu nesta terça-feira à tarde com a diretoria vascaína, em São Januário, e praticamente fechou seu retorno para o clube que o revelou para o cenário do futebol mundial.Romário vai acertar contrato com o Vasco até o fim do Campeonato Carioca de 2005 e conta com a promessa dos dirigentes de formar um grande time para o atacante voltar a marcar gols e conquistar títulos. Ele também está tentando viabilizar patrocínios para o clube, sob o aval do presidente Eurico Miranda.Após o término do Carioca, Romário vai decidir se encerra a carreira ou se disputa mais uma edição do Campeonato Brasileiro. Em meio à visita do craque, o elenco do Vasco, ainda sob ameaça do descenso, treinava com o astral renovado após a vitória sobre o Flamengo, por 1 a 0, no domingo passado.O técnico Joel Santana, porém, alertou o grupo para não transformar a euforia em algo maléfico ao clube nas últimas nove rodadas do Campeonato Brasileiro. Ele exigiu concentração "máxima" e pediu que os jogadores esquecessem do triunfo sobre o maior rival, que se encontra em situação ainda mais delicada na competição nacional.A preocupação do treinador é justificável: o Vasco tem apenas 45 pontos, cinco apenas de entrar na área de risco, e vai se confrontar ainda com São Paulo, Atlético-PR e Santos, que lutam pelo título. A ordem, então, é não perder pontos para adversários sem grandes pretensões no campeonato.Joel Santana terá dois desfalques na partida de hoje. Róbson Luiz e Ygor, suspensos, cedem lugar para Marco Brito e Chiquinho, respectivamente.Punição - O zagueiro Gomes foi visto por um dirigente do Vasco fazendo peripécias (provocava derrapagens e freadas bruscas) com seu carro, um Golf, no estacionamento do clube. Acionado, o presidente Eurico Miranda classificou a "brincadeira" como indisciplina e o proibiu de parar o veículo em São Januário por 15 dias.No mesmo dia, Gomes, na companhia de Júnior e de Muriqui, saiu antes da realização do treino para resolver problemas particulares, sem avisar o supervisor Isaías Tinoco, que ficou irritado. Júnior e Gomes, desde esta terça-feira, não treinaram mais entre os profissionais. Retornaram para as categorias de base do clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.