Romário está na lista de Antônio Lopes

O técnico Antônio Lopes, que não contou com Tevez, sua principal estrela no jogo deste domingo contra a seleção do Brasileiro ? Carlitos preferiu descansar na Argentina ?, revelou já ter deixado uma lista de reforços para a próxima temporada. ?Vou viajar para Florianópolis com a minha mulher. Vou descansar. Espero que a diretoria consiga os jogadores que pedi. Só digo uma coisa: quero atletas de primeira linha.?O vice-presidente Andres Sanchez esclarecia: ?Lopes quer quatro ou cinco jogadores. Vamos buscar esses atletas para tentar ganhar a Libertadores.?Os nomes mais especulados ontem, na saída do Morumbi, eram os de Rodrigo Tabata, Ramon, Renato e...Romário. ?Nós queríamos o Romário para esse amistoso. Ele é um grande jogador. Tê-lo no Corinthians não seria uma jogada de marketing. Ele precisaria ter o prazer de jogar no mercado paulista?, deixava escapar o diretor da MSI e, seu grande amigo, Paulo Angioni.?Meu empresário já foi procurado. Eu quero jogar no Corinthians. Estou esperando a transação ser fechada?, falava abertamente o meia Rodrigo Tabata.A diretoria do Atlético Mineiro avisou em Belo Horizonte que espera concluir a venda dos seus dois jovens jogadores Ramon e Renato ainda no início desta semana.Em compensação, está claro o desinteresse em continuar com o meia Hugo. O jogador, que alugou o seu passe até o final do ano, já começa a negociar com o Sporting de Portugal. Lopes quer os novos contratados até o dia 4 de janeiro, quando o elenco começará a temporada de 2006.Com a boca sangrando, em razão de uma cotovelada de Wendel, Fernandão sorria ao ir para os vestiários. O atacante do Internacional tinha certeza de que havia estragado a festa do Corinthians. ?Foi uma pena o gol que eu fiz contra o Corinthians agora, em um amistoso. Queria ter feito durante o campeonato. Não foi vingança, mas teve um gostinho especial ganhar deles?, dizia um dos jogadores que mais levaram a sério o jogo festivo de ontem.Fernandão deixou escapar o quanto o Internacional está querendo vencer a Copa Libertadores da América. Ele tem proposta para sair, só que deseja ficar. ?Eu tenho mais um ano e meio de contrato, e sei o quanto vale a Libertadores para o Internacional o ano que vem. Ainda mais que vamos jogar contra o Corinthians de novo?, dizia, demonstrando que a sua vingança pessoal só começou.

Agencia Estado,

11 de dezembro de 2005 | 20h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.