Romário estréia com derrota no Catar

Estádio lotado, torcida ansiosa e expectativa de vitória. Ambiente de festa, perfeito para a estréia de Romário no futebol do Catar. O Baixinho, porém, não teve muita sorte na partida contra o Al-Rayan. Contratado a peso de ouro - US$ 1,5 milhão por um contrato de cem dias -, não impediu a derrota do seu time, o Doha-al-Saad, por 1 a 0.Muita gente a gente se espremeu nos alambrados do estádio para ver a primeira apresentação do brasileiro, estrela maior da seleção brasileira campeã do mundo em 1994, nos Estados Unidos, na equipe do príncipe Salman Bin Jamad al-Califa. O desempenho do atacante de 37 anos, porém, não foi dos melhores. No primeiro tempo, apenas um chute a gol. Depois, ele e seus companheiros, vez por outra, pararam nas mãos do goleiro Suleiman Musban. A oito minutos do fim da partida, o Al-Rayan definiu a vitória com o gol do argelino Abdul-Hameed Tiskawt. Apesar da derrota, o Doha-al-Saad segue na liderança da Liga de Futebol do Catar, com 30 pontos, dez a mais que o Al-Rayan, que ocupa a sexta posição. O jogo de hoje foi antecipado por causa da participação do Doha-al-Saad nas quartas-de-final do Torneio de Clubes Campeões da Ásia, entre domingo e 15 de março, em Al-Aín, nos Emirados Árabes Unidos. A presença do jogador brasileiro em Al-Aín, no entanto, continua a ser uma incógnita uma vez que as inscrições se encerraram antes de sua chegada. Na mesma situação se encontra outro brasileiro, Sergio, contratado do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, por três meses. Revelado pelo Guarani, o jogador defendeu vários clubes no Brasil, entre eles a Portuguesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.