Romário manda Pelé calar a boca

Romário parece ter ficado cansado de ouvir conselhos de que deveria para de jogar. O último que fez isso recebeu uma resposta bem mal-humorada nesta sexta-feira. Descartando a aposentadoria, ele atacou Pelé."Quem tem que saber a hora de parar sou eu. Felizmente para mim e infelizmente para alguns, vão ter que me aturar mais um tempo. O Pelé calado é um poeta", disse Romário, respondendo ao ex-jogador que o havia aconselhado a se aposentar, na quarta-feira, em evento em Recife. "Nem gostaria de responder isso, mas têm pessoas que merecem ouvir. Ele tem que se calar e se meter com a vida dele."Mas Romário não parou por aí. "Como jogador foi o maior de todo os tempos. É rei, é deus", elogiou o atacante, para depois criticar. "As coisas que o Pelé fala ou não acontecem ou acontecem ao contrário. A gente sabe que ele só fala merda. Tinha era que colocar um sapato na boca, era melhor para ele." Enquanto não define seu futuro no futebol, Romário aproveita para participar do Desafio Rio x São Paulo de Futebol de Areia, domingo, no Guarujá. Nesta sexta-feira, na praia de Copacabana, no Rio, ele fez o único treino para partida e, mostrando estar em boa forma, soltou suas críticas a Pelé.Depois, Romário revelou que tem ?90% de chances? de assinar contrato com o Vasco. "Tive propostas dos Estados Unidos, Chile, Rússia, mas vai ser difícil sair, porque quero ficar no Rio", admitiu o atacante, que completa 39 anos no próximo dia 29."Tenho um acordo verbal com o Eurico (Miranda, presidente do Vasco) e falta acertar apenas alguns detalhes. Acho que dará para estrear dia 23 contra a Portuguesa, pelo Campeonato Carioca. Na segunda-feira começo a treinar no Vasco/Barra para manter a forma", avisou Romário, para quem achava que ele ia se aposentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.