Romário marca e Flu vai à final da Taça Rio

Romário quebrou jejum de 56 dias e marcou dois gols na vitória do Fluminense sobre o Americano por 3 a 1, neste sábado à tarde no Maracanã. O resultado classificou o Tricolor para a disputa da final da Taça Rio, o returno do Campeonato Carioca. A equipe vai enfrentar o vencedor de Vasco x Friburguense, que jogam neste domingo à tarde, também no Maracanã.Apesar de não ter feito nenhum gol, o meia Roger foi o destaque da partida, com dribles e passes precisos. O Fluminense teve de superar também a arbitragem de Luís Antônio Silva dos Santos, complacente com a equipe do Americano, que abusou das faltas. O lance mais estranho ocorreu no segundo tempo, quando o atacante Marcelo recebeu lançamento longo, sem marcação. Ele dominou a bola, entrou na área e levou um carrinho violento do goleiro Charles, numa jogada que deveria ser punida com expulsão. Para surpresa geral, o árbitro nem sequer assinalou falta.A primeira etapa foi bem disputada, com vários chutes de fora da área de ambas as equipes. O Fluminense conseguiu abrir o placar aos 26 minutos, quando o zagueiro Odvan, de cabeça, aproveitou cruzamento de Alan. A partir da vantagem, a equipe melhorou e criou outras oportunidades. O Americano, porém, não se intimidou e tornou o jogo mais aberto. O goleiro Fernando Henrique evitou por duas vezes o gol de empate.Até então, Romário só se preocupava em reclamar do jovem companheiro de ataque, Marcelo. Deu-lhe três broncas. Aos 23 do segundo tempo, Roger se livrou de um adversário com um toque sutil e deu um passe na medida para Romário. O artilheiro deixou as reclamações de lado e chutou cruzado para ampliar. Num lance isolado, Cristiano descontou aos 39, no momento em que o Fluminense já tinha a vitória como certa.A bronca então veio da beira do campo. O técnico Ricardo Gomes cobrou mais atenção e logo foi atendido. Aos 44, Alex fez ótima jogada individual pela direita e só rolou a bola para Romário completar: Fluminense 3 a 1.

Agencia Estado,

27 de março de 2004 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.