Romário provou que ainda é decisivo

Na última quinta-feira, o atacante Romário completou 38 anos, mas não pôde comemorar jogando futebol por causa de uma contusão no joelho. No domingo, ele voltou a campo disposto a celebrar a data derrotando o Flamengo, no clássico da rodada do Campeonato Carioca. E bem que tentou. Marcou por duas vezes e deu o passe para o terceiro gol do Fluminense. Mas, sentiu um cansaço muscular e pediu para ser substituído no segundo tempo. Resultado: sua saída abalou a equipe e permitiu ao Rubro-Negro, que perdia por 3 a 1, virar o placar para 4 a 3.Romário respondeu na bola aos críticos que pedem a sua aposentadoria. Enquanto esteve em campo, correu, levou perigo ao adversário e orientou seus companheiros. Era um ponto forte do Fluminense e um perigo para o Flamengo. Apesar da idade e dos sucessivos problemas de contusão, ele ainda tem o respeito dos adversários e é um ponto de referência para os demais jogadores do Fluminense.Nesta segunda-feira, Romário apenas realizou tratamento numa clínica na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Ele será poupado na estréia do Fluminense na Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Caxias. A tendência é de que só volte a campo no sábado, pelo Campeonato Carioca, no jogo contra o Friburguense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.