Romário reivindica folgas na seleção

O atacante Romário defendeu neste sábado que os jogadores consigam ter mais folgas após a partida contra o Uruguai, no próximo domingo. Ele mesmo procurou a imprensa para dizer que os atletas precisariam de mais dias de descanso antes de darem início aos treinos visando à disputa da Copa América. A princípio, a comissão técnica quer começar os preparativos para a competição dois dias depois do regresso de Montevidéu. "Sou a favor de que a equipe volte a Teresópolis para os treinos, mas a gente não pode esquecer que muitos dos que estão aqui não tiveram férias", disse Romário. "A gente também é ser humano", prosseguiu.Pouco depois, ao saber das declarações do atacante, Luiz Felipe Scolari chegou a dizer que os jornalistas teriam induzido Romário a falar das folgas. "Sei como é isso." Na verdade, Romário já havia encerrado sua entrevista coletiva quando se voltou para os repórteres e fez o comentário. "Eu queria que vocês anotassem, por favor, que umas folgas depois do jogo com o Uruguai cairiam muito bem." Ele continuaria a falar do assunto por mais alguns segundos. Convencido então de que Romário fizera a declaração espontaneamente, Scolari afirmou que vai esperar mais um tempo para decidir-se. "Vamos conversar, tenho que estudar o assunto."Durante a semana, Romário reclamou com bom humor da necessidade de ter de levantar cedo demais para os treinos em Teresópolis. Neste sábado, falou das poucas horas de sono na concentração da seleção, na Granja Comary. "Atualmente, estou como bateria de celular, qualquer quatro horas (sic) de sono já me carregam."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.