Fabio M. Salles/ Estadão Conteúdo
Fabio M. Salles/ Estadão Conteúdo

Romário sobre dupla com Bebeto: 'Melhor da história do futebol mundial'

Dupla conduziu a seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial, em 1994

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2021 | 22h02

Romário e Bebeto conduziram o ataque da seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial, em 1994, nos Estados Unidos. Outros títulos e vitórias se somaram às carreiras de ambos. E o hoje Senador não é modesto ao falar dos feitos conquistados pela dupla. Para ele, não houve dupla melhor na história do futebol de seleções.

A dupla iniciou sua trajetória nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, onde o Brasil conquistou a medalha de prata. No ano seguinte, estiveram juntos no título da Copa América sobre o Uruguai, no Maracanã. Em 1990, estiveram na Copa do Mundo, mas a seleção foi eliminada precocemente pela Argentina. Em 1994, a redenção, com o título mundial.

"A gente foi a melhor dupla que vestiu a camisa de uma seleção do planeta, não é só do Brasil, não. Não teve nenhuma dupla quando se fala de seleção que fez o que a gente fez com a seleção brasileira. Então, com certeza, a gente é disparado a melhor dupla da história do futebol mundial de todos os tempos", afirmou Romário, em entrevista ao Esporte Espetacular

Ao lado de Romário, Bebeto preferiu a cautela, explicou que os dois se entendiam no olhar e valorizou as conquistas da dupla: "Assino embaixo. O que fizemos na seleção poucos conseguiram. Quando você tem um cara com a inteligência do Romário, tudo fica mais fácil. E no olhar mesmo a gente se entendia", afirmou.

Romário também ressaltou a relação de amizade que mantinha com Bebeto fora das quatro linhas e disse que esse envolvimento contribuiu para o sucesso da dupla.

"Tinha essa relação que a gente tinha também fora de campo a partir do momento que a gente passou a se conhecer melhor e essa relação a gente começava a levar para dentro de campo e o resto é história", explicou o Senador. "Eu sou o Romário porque o Bebeto me ajudou a ser o que eu sou", finalizou.

Eleito pelo estado do Rio de Janeiro, Romário é filiado atualmente ao Podemos, sendo o 2.º vice-presidente do Senado e da mesa-diretora do Congresso Nacional. O ex-atacante fez sucesso vestindo principalmente a camisa de equipes cariocas (Vasco da Gama, Fluminense e Flamengo) e espanholas (Barcelona e Valencia), tendo marcado mais de mil gols na carreira e conquistado o título de melhor jogador do mundo de 1994.

Além de dupla no futebol, Bebeto é correligionário de Romário e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado estadual no Rio de Janeiro. Suas carreiras também são semelhantes no futebol, fazendo sucesso na capital fluminense (jogando por Flamengo, Botafogo e Vasco) e na Espanha (Deportivo La Coruña e Sevilla).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.