Romênia humilha a Alemanha: 5 a 1

A Alemanha saiu atordoada do amistoso que disputou nesta quarta-feira em Bucareste. Sem quatro titulares (Ballack, Nowotny, Woerns e Baumann), o vice-campeão do mundo perdeu por 5 a 1 para a Romênia - foi para o intervalo tomando de 4 a 0. "Não tem desculpa para este resultado. Fomos humilhados", afirmou o goleiro e capitão Oliver Kahn.Foi a segunda derrota estrondosa da seleção sob o comando do técnico Rudi Voeller - a primeira foi por 5 a 1 para a Inglaterra, em casa, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002."A derrota para a Inglaterra foi pior, mas a de hoje também doeu. E não temos como justificar o resultado", disse o treinador. "Eu esperava ter problemas defensivos por causa dos desfalques, mas cometemos erros dignos de um time amador. O negócio é superar esta derrota, como superamos aquela para a Inglaterra e fizemos uma boa Copa do Mundo."No primeiro tempo, Plesan, Rat e Danclieluscu (2) fizeram os gols. Caramarin fez o quinto aos 40 do segundo tempo e Lahm marcou para a Alemanha dois minutos depois.Outro resultado surpreendente nos amistosos disputados nesta quarta-feira foi a vitória do Japão sobre a República Checa, por 1 a 0, em Praga. A seleção dirigida por Zico havia perdido por 3 a 2 para a Hungria no domingo, em Budapeste. "Fizemos uma grande partida, principalmente no primeiro tempo. Os checos cresceram no segundo, mas mesmo assim merecemos a vitória", analisou o treinador brasileiro.O gol foi marcado pelo atacante Kubo, aos 32 minutos da primeira etapa. "Não estivemos num bom dia", resumiu o técnico checo Karel Bruckner.Foi a segunda derrota seguida da República Checa, que antes tinha ficado 20 partidas sem perder.Em Eindhoven, a Holanda mostrou força e goleou a Grécia - que também está classificada para a Eurocopa - por 4 a 0. Todos os gols saíram no segundo tempo. Makaay marcou aos cinco, Zenden aos 13, Heitinga aos 16 e Van Hooijdonk aos 43 minutos.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.