Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Romero afirma que precisa ficar mais calmo em decisão contra o Palmeiras

Atacante destaca fator psicológico para encarar o Palmeiras

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2018 | 21h50

O atacante Romero será uma das novidades do Corinthians para encarar o Palmeiras, neste domingo, às 16 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela segunda partida da final do Campeonato Paulista. O paraguaio vai entrar no lugar de Clayson, expulso no primeiro duelo, e afirmou nesta quinta-feira que precisará ficar mais calmo durante a partida.

+ Andrés culpa MP por mudança de treino e alfineta o Palmeiras

+ Marcelo Aparecido de Souza vai apitar a final do Campeonato Paulista

"Tenho que ficar mais tranquilo. Entrei assim no jogo porque queria vencer e estava ansioso de entrar. A gente estava perdendo em casa", explicou o atacante, que entrou no segundo tempo e com poucos minutos em campo já levou um cartão amarelo.

Romero acredita que o Corinthians precisa entrar focado e evitar cair em possíveis provocações. "A primeira coisa que a gente deve fazer é jogar futebol. A confusão não tem que acontecer mais. Vamos precisar jogar para sermos campeões e iremos buscar esse título. Clássico é bom jogar porque é o rival de sempre e você tem que vencer esses jogos. Vamos entrar ligados", prometeu o paraguaio.

Nesta quinta-feira, o técnico Fábio Carille comandou mais um treinamento tático e repetiu a formação do time que testou na última quarta com Romero, Jadson e Ralf como novidades. Assim, o Corinthians deve ir a campo com Cássio; Fagner, Henrique, Balbuena e Sidcley; Ralf, Maycon, Jadson e Rodriguinho; Matheus Vital e Romero.

O elenco corintiano volta aos treinos na noite desta sexta-feira, na Arena Corinthians, às 20 horas. A atividade será com a presença de torcedores no estádio.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.