Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Romero evita imprensa após gol e comemoração com domínio de bola em clássico

Paraguaio recusa entrevistas depois de ter marcado pela 20ª vez na arena na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2017 | 19h36

O atacante Romero, do Corinthians, não quis comentar neste domingo a atuação decisiva na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians. O jogador abriu o placar, propiciou um momento curioso no segundo tempo e depois disso, na saída do estádio, preferiu evitar as entrevistas por estar irritado com algumas opiniões veiculadas na imprensa.

O maior artilheiro da história da Arena Corinthians, com 20 gols marcados, foi um dos destaques da partida pelo gol, pela boa atuação e por um momento curioso no segundo tempo. Aos 12 minutos, o paraguaio dominou com o pé direito um longo lançamento vindo da defesa, em uma jogada próxima à linha lateral e com a marcação do São Paulo perto. A jogada causou aplausos e vibração do público.

Alguns corintianos criticaram nos últimos meses uma possível dificuldade de Romero em dominar a bola. Já o técnico Fábio Carille tem elogiado as atuações dele e neste domingo considerou a participação do paraguaio fundamental para a vitória. "Neste ano eu estou muito satisfeito com ele e com o que vem fazendo. Tenho que dar parabéns à diretoria, por ter feito vários esforços para que ele pudesse voltar de compromissos com a seleção paraguaia para estar conosco", afirmou.

Romero foi bastante procurado pelos jornalistas na zona mista depois da partida. O atacante foi o último corintiano a deixar o vestiário e passar pelo local antes de seguir à saída da arena. O paraguaio recusou as entrevistas e foi embora sem comentar sobre a vitória no clássico. Ele só falou com os canais oficiais de comunicação do clube. "O que o jogador quer é que a torcida respeite o seu trabalho, que goste. Fico feliz por isso. Para um jogador é muito legal o reconhecimento da torcida", comentou.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.