Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Romero ganha moral no Corinthians e nega menosprezo ao Palmeiras

Atacante disse estar acostumado com as críticas ao seu futebol

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

15 Maio 2018 | 11h00

O domínio de bola com a cabeça, como se fosse uma embaixadinha, feita por Romero no clássico com o Palmeiras, não foi bem aceito pelo rival e até mesmo alguns de seus companheiros de time o criticaram. Mas o paraguaio ganhou moral com a diretoria e comissão técnica do Corinthians.

+ Podcast Corinthians: sangue frio garante vitória e time tem duro desafio na Venezuela

+ Convocação de Tite vai desfalcar Corinthians e Grêmio por sete partidas

A ação foi vista nos bastidores como um ato de personalidade. Romero tem a fama de ser provocador, mas conseguiu criar uma situação em que acabou mexendo com o psicológico do adversário sem deixar claro sua intenção.

Para evitar declarações polêmicas após o clássico, o paraguaio não deu entrevistas na zona mista, mas na segunda-feira, decidiu falar com uma rádio de seu país e adotou o discurso dado por outros atletas depois do clássico. 

“Foi algo do momento mesmo. (A bola) foi para a minha cabeça, eu tratei de dominar bem e a bola vai para a cabeça após sair do meu peito. Foi mais um recurso do que qualquer outra coisa. A imprensa daqui (do Brasil) ficou um pouco surpresa porque foi um estrangeiro que fez. É normal para eles quando acontece com um brasileiro", disse o jogador, em entrevista para a Rádio Monumental 1080 AM, de Assunção.

Ele ainda negou que tenha feito o lance para menosprezar o Palmeiras. "Acredito que alguns jogadores do Palmeiras ficaram chateados, mas foi apenas um recurso que usei. Jamais ter algo contra a instituição", comentou. 

O jogador também voltou a reclamar das críticas de parte dos jornalistas, que reclama de sua qualidade técnica. "Parte da imprensa aqui diz que não tenho técnica, mas já estou acostumado com as críticas deles". 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.