Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians

Romero se irrita com críticas no Corinthians: 'É falta de respeito'

Paraguaio usa seus números para defender a volta ao time titular

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2017 | 18h54

Novidade da equipe do Corinthians para encarar o Novorizontino nesta quarta-feira, às 19h30, na Arena Corinthians, o atacante Romero se irritou nesta terça-feira, durante entrevista coletiva, ao ser questionado sobre sua condição técnica. O paraguaio ficou bravo ao ouvir que não está entre os melhores jogadores tecnicamente do ataque corintiano, mas que compensa isso com vontade.

"Sempre trato de melhorar a cada dia e agora chegou novamente a oportunidade. Não sei quem fala que sou o atacante mais fraco que tem no Corinthians. Isso é falta de respeito, porque todo mundo é igual aqui e ninguém é mais do que ninguém. Todo mundo que está aqui, está por algum motivo. Fui artilheiro no ano passado e isso significa muito para mim", disse, lembrando que ele é o artilheiro da arena, com 16 gols marcados e também foi o goleador do time no ano passado, com 15 gols.

Romero ganha a primeira oportunidade como titular nesta quarta-feira porque Marquinhos Gabriel sofreu um estiramento na coxa esquerda e Giovanni Augusto sente dores musculares. Uma outra opção seria Kazim, mas o técnico Fábio Carille decidiu dar uma chance ao paraguaio.

O atacante também se irritou ao ser questionado sobre o fato do Corinthians ser apontado como a quarta força do estado, por diversos jornalistas e torcedores. "Quem fala isso?", questionou ao ser indagado por um repórter. Em seguida, continuou. "Muitas pessoas falam que têm o melhor time e o melhor treinador, mas temos que crescer a cada dia e enfrentar os jogos difíceis. Vamos tentar melhorar a cada dia para mostrar para aqueles que acham o nosso time fraco", emendou.

Para se reabilitar da derrota para o Santo André, na última rodada, o Corinthians vai a campo contra o Novorizontino com Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Moisés; Gabriel, Fellipe Bastos, Marlone, Rodriguinho e Romero; Jô.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.