Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, testa positivo para o novo coronavírus

Bolzan é o quarto da diretoria do clube gaúcho a ser diagnosticado com a doença

Redação, Estadão Conteúdo

22 de março de 2020 | 23h29

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, testou positivo para o novo coronavírus. Segundo o clube gaúcho, no entanto, o mandatário está em bom estado de saúde e os sintomas da doença não se manifestaram nele. Bolzan, de 60 anos, está em isolamento residencial há oito dias e o time afirma que ele seguirá assim, cumprindo os protocolos médicos.

Bolzan é o quarto caso confirmado na diretoria do time tricolor. Antes dele, os vice-presidentes Marco Bobsin e Claudio Oderich e o assessor adjunto das categorias de base, Eduardo Fernandes, já haviam testado positivo para a covid-19.

Além deles, o presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, também teve diagnóstico positivo para o coronavírus. Suspeita-se que um jantar de confraternização entre as diretorias dos clubes, realizado antes do clássico Gre-Nal disputado no dia 12/03 pela Libertadores, ajudou na transmissão de alguns destes casos.

Na última sexta-feira, 20 de março, o Grêmio promoveu uma bateria de testes e aplicação de vacinas no CT Luiz Carvalho. Foram submetidos aos exames os jogadores, os integrantes da comissão técnica e os demais funcionários do clube, que tomou cuidado para que o atendimento fosse individual, evitando ao máximo o contato entre as pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.