Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Técnico do Barcelona comunica a Suárez que não pretende utilizá-lo na temporada

De acordo com a rádio catalã 'RAC1' e com o jornal 'Marca', Ronald Koeman libera o uruguaio, além do chileno Vidal

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2020 | 14h53

O novo técnico do Barcelona, Ronald Koeman, apresentado na última semana para reformular o time após uma temporada para esquecer, como os 8 a 2 sofrido para o Bayern de Munique, comunicou a Suárez e Arturo Vidal que eles não estão nos planos do clube e que não pretende utilizá-los durante a temporada 2020/21. A informação foi divulgada pela rádio catalã RAC1 e pelo jornal espanhol Marca.

De acordo com os dois veículos de cimunicação, o treinador holandês foi direto ao ponto e não se prolongou. Ambos ainda podem ser utilizados pelo clube catalão como moeda de troca, mas estariam descartados do plantel de Koeman. Suárez é amigo de Messi.

Suárez é o terceiro maior goleador da história do Barcelona e, ao que tudo indica, pretendia ficar no clube catalão até se aposentar. Em entrevista ao jornal El País, da Espanha, o atacante uruguaio afirmou que aceitaria começar a temporada no banco de reservas. "Aceitaria como sempre fiz na minha carreira. A competição é sempre boa. Se o treinador considera que devo começar no banco, não tenho problemas em ajudar na função que me dão. Acho que ainda posso contribuir muito para este clube", disse Suárez.

Além deles, outros atletas como Rakitic, Umtiti e Firpo também não estariam nos planos dee Koeman. O zagueiro Piqué, que colocou seu cargo à disposição, se junta a Sergi Roberto e Busquets. Eles também não agradam ao novo treinador, mas continuam com o futuro indefinido. Jordi Alba, por sua vez, deve permanecer.

Antes de anunciar Koeman como novo treinador do Barcelona, o presidente do clube deixou claro dua intenção de reformular o elenco, entendendo que o ciclo de alguns atletas haviam chegado ao fim. Messi faz parte dessa reformulação, mas ele segue sendo o camisa 10 do time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.