Charles Platiau/Reuters - 23/11/2010
Charles Platiau/Reuters - 23/11/2010

Ronaldinho descarta pedir ajuda de Berlusconi no Milan

Brasileiro diz que tem condições de voltar a ser titular e que pode 'recuperar a camiseta'

AE-AP, Agência Estado

10 de dezembro de 2010 | 15h12

O brasileiro Ronaldinho Gaúcho garantiu que não vai pedir ajuda ao primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, proprietário do Milan e seu grande admirador, após perder a condição de titular. "Não vou pedir ajuda agora que não jogo: sou eu que devo demonstrar que posso voltar a ser titular e que posso recuperar a camiseta", afirmou ao jornal italiano Gazzetta dello Sport.

Depois de iniciar sete partidas seguidas do Campeonato Italiano no banco de reservas, o brasileiro voltou a ser titular na derrota de quarta-feira por 2 a 0 para o Ajax pela Liga dos Campeões da Europa, ainda que a equipe já estivesse classificada para as oitavas de final.

A imprensa criticou a atuação de Ronaldinho Gaúcho, que deixou o campo vaiado pelos torcedores. Apesar disso, o brasileiro já garantiu que pretende permanecer no Milan, mesmo tendo despertado o interesse de outros clubes para uma transferência durante a janela de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.