Ronaldinho e Pato marcam e Milan vence Roma de virada

Com um gol de pênalti de Ronaldinho Gaúcho e um golaço de Alexandre Pato, o Milan venceu a Roma por 2 a 1, de virada, em Milão, e ganhou novo fôlego no Campeonato Italiano. O resultado foi importante também para o técnico brasileiro Leonardo, que vinha ameaçado no cargo na equipe da casa.

AE, Agencia Estado

18 de outubro de 2009 | 19h32

Com o resultado, o Milan assumiu a oitava posição da competição, com 12 pontos, enquanto a Roma caiu para o 11.ª colocação, com 11. De quebra, a equipe de Milão ganhou moral para encarar o Real Madrid, na próxima quarta-feira, pela Liga dos Campeões da Europa, no duelo que marcará o reencontro de Kaká, agora do time espanhol, com o seu ex-clube.

No duelo disputado no Estádio San Siro, a Roma saiu na frente logo aos três minutos, com um gol de Menez. Ele se aproveitou de uma falha do zagueiro brasileiro Thiago Silva, que recuou a bola de forma errada ao goleiro Dida. Após o gol, Dida salvou o Milan de tomar o segundo gol ao espalmar um chute de De Rossi com a ponta dos dedos.

Do outro lado, o goleiro brasileiro Doni impediu o empate do time de Milão no primeiro tempo ao espalmar um chute de Seedorf no qual a bola ainda bateu na trave antes de sair.

Aos dez da etapa final, o Milan iniciou a sua reação, com Ronaldinho Gaúcho, que empatou a partida em uma cobrança de pênalti, assinalado após uma falta marcada em cima de Nesta. E, 11 minutos depois de fazer o gol em cima de Doni, o meia brasileiro deu belo lançamento para Alexandre Pato, que se livrou da marcação ao matar a bola no peito, driblar o goleiro e chutar para o gol para garantir o triunfo de virada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato ItalianoMilanRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.