Alexandre Vidal/EFE
Alexandre Vidal/EFE

Ronaldinho Gaúcho deve estrear pelo Flamengo contra o Vasco

Para preparador físico, meia-atacante terá condições de atuar na 4.ª rodada da Taça Guanabara

AE, Agência Estado

14 de janeiro de 2011 | 15h35

A esperada estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo deverá acontecer no final de janeiro. De acordo com o preparador físico Antônio Mello, o meia-atacante precisará de até 12 dias para realizar as mesmas atividades que o restante do grupo. Assim, é provável que o primeiro jogo do astro seja contra o rival Vasco, pela quarta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, no dia 30 de janeiro.

Veja também:

linkFlamengo prevê R$ 200 milhões em marketing

especialOs títulos e gols da carreira de Ronaldinho Gaúcho

especialA trajetória de Ronaldinho Gaúcho

"Em 10 a 12 dias, ele vai estar no mesmo plano de todo o grupo. Ele tem uma capacidade física invejável, não está acima do peso e temos que ressaltar que o atleta de futebol, que treina desde garoto, já está acostumado. Isso nos facilita. O Thiago, em uma semana. Acredito que em uma semana estará trabalhando normalmente e integrando o grupo", afirmou Mello.

O preparador físico do Flamengo explicou os trabalhos especiais que Ronaldinho Gaúcho fará nos próximos dias. "No caso do Ronaldo, vamos trabalhar força e velocidade. São qualidades físicas interessantes para o futebol moderno e vamos reforçar isso. Todo trabalho nosso envolve bola. Ela é um elemento motivador", disse.

Mello também revelou que a condição de Thiago Neves é melhor que a de Ronaldinho Gaúcho, que ainda sofre para se readaptar ao futebol brasileiro. "O Thiago, há uma semana, vem treinando regularmente no Rio de Janeiro. Ele avançou bastante e está em um plano bom. O Ronaldo vem de um clima frio e agora pega forte calor aqui e essa adaptação climática tem uma interferência direta. Ele transpirou muito, sentiu o esforço do treinamento pelo calor e não pela execução", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.