Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Ronaldinho Gaúcho será rei do baile de carnaval do Flamengo

Além do jogador, outros atletas do Flamengo, como César Cielo, irão participar do Vermelho e Preto

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 20h14

Herói do título da Taça Guanabara, Ronaldinho Gaúcho promete ter um carnaval agitado. O meia será o rei do baile do Vermelho e Preto, celebração oficial do Flamengo, que se realizará no sábado à noite, no clube Monte Líbano, na Lagoa Rodrigo de Freitas. A folia do jogador se estenderá com a participação nas baterias de Portela e Grande Rio, nos desfiles das escolas de samba do Rio, e no seu bloco recém-criado, o ''Samba, amor e paixão''.  

 

O baile oficial terá como rainha a atriz rubro-negra Christine Fernandes. Outros jogadores do time profissional e o nadador e campeão olímpico Cesar Cielo vão participar. O troféu da Taça Guanabara, conquistado neste domingo, será exposto no local. O clima de alegria toma conta do clube.  

 

"Sabemos que não podemos parar de trabalhar, mas é importante comemorar uma conquista importante como essa Taça Guanabara. Imagino que todos os rubro-negros devem estar muito felizes e nada melhor que um evento oficial do Flamengo, com a cara do Flamengo, para demonstrar isso. Convoco todos para estar lá", disse a presidente Patricia Amorim.  

 

Nesta segunda-feira, Ronaldinho reviveu um pouco seus melhores dias. A imprensa internacional destacou a conquista rubro-negra com o gol de falta do craque, na vitória por 1 a 0 sobre o Boavista. Para o Corrierre dello Sport, Ronaldinho bateu a falta relembrando o ídolo Zico. O tabloide italiano La Stampa chamou de "magia" a cobrança de Gaúcho.

 

O Marca, da Espanha, disse que o jogador foi decisivo ao cobrar a falta com perfeição, e o Sport, de Barcelona, ressaltou que o jogador antecipou o carnaval dos torcedores e garantiu o título para a maior torcida do Brasil.  

 

Na festa pelo título, Ronaldinho preferiu ficar coma família e amigos, que ocuparam um espaço reservado de uma churrascaria da zona oeste do Rio. Lá, no entanto, sofreu o assédio de garçons e teve de posar para inúmeras fotos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.