Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Ronaldinho Gaúcho será 'usado' para vender Altético-MG no exterior

Craque continua com prestígio na Europa e será embaixador do time durante o Mundial do Marrocos

RAPHAEL RAMOS , O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2013 | 07h20

BELO HORIZONTE - Ronaldinho Gaúcho não será apenas o líder do Atlético-MG no Mundial de Clubes dentro de campo. O jogador também vai ser o embaixador do Galo no Marrocos. A ideia da diretoria é usar o prestígio que o craque construiu durante os 11 anos em que jogou na Europa, período em que foi eleito o melhor do mundo duas vezes, para divulgar o nome e a marca do clube no exterior.

 

No Brasil, Ronaldinho será o garoto-propaganda do Atlético, por exemplo, nas campanhas para levar torcedores ao Marrocos. Ontem mesmo, agências de viagens de Belo Horizonte já começaram a vender pacotes para o torneio que vai ser disputado no final do ano.

 

Prova de que o prestígio do craque na Europa continua em alta foi dada ontem, quando a assessoria de imprensa do Atlético recebeu de jornalistas estrangeiros vários pedidos de entrevista com o jogador.

 

Alguns dos principais jornais do continente destacaram o craque em suas reportagens sobre o título do clube mineiro. O La Gazzetta dello Sport, da Itália, por exemplo, chamou Ronaldinho de 'Rei da Libertadores'. O El Mundo Deportivo, da Espanha, escreveu que "Ronaldinho continua aumentando sua lenda’’.

 

Ronaldinho, 33 anos, tem contrato com o Atlético-MG até o fim do ano e nas próximas semanas o seu irmão e empresário, Assis, deve iniciar as negociações com a diretoria para renovar o vínculo por mais uma temporada, com aumento de salário. Especula-se que o craque receba atualmente R$ 900 mil mensais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.