Bruno Cantini/Divulgação - 28/11/2012
Bruno Cantini/Divulgação - 28/11/2012

Ronaldinho lamenta morte de torcedor e pede reflexão no futebol

'Temos que nos unir e fazer alguma coisa pela paz no futebol. Violência e esporte não combinam', disse

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2013 | 20h26

BELO HORIZONTE - Ronaldinho Gaúcho também lamentou nesta quinta-feira a morte do jovem torcedor boliviano, durante partida do Corinthians contra o San José, na Bolívia. O meia-atacante, que também disputa a Copa Libertadores, pediu mais reflexão no futebol para evitar novas fatalidades.

"Lamentável a morte do menino Kevin", afirmou o jogador, se referindo ao adolescente Kevin Beltram Espada, de 14 anos. O boliviano foi atingido por um sinalizador que partiu da torcida do Corinthians. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na hora, ainda no primeiro tempo da partida.

"Infelizmente isso tem acontecido nos estádios, que é lugar somente de alegria. A gente joga bola para ver a torcida feliz e orgulhosa com o clube do coração. É hora de a gente parar para pensar e mudar isso. Temos que nos unir e fazer alguma coisa pela paz no futebol. Violência e esporte não combinam!", declarou Ronaldinho.

O experiente jogador disse não saber se haverá uma punição pesada ao time brasileiro, que corre o risco até de ser excluído da competição. "Olha, é complicado a equipe pagar por algo que não está acontecendo dentro de campo. É esperar para ver. Os caras [jogadores] estavam dentro de campo, não tendo participação no que aconteceu lá fora".

TREINO

Antes da coletiva de Ronaldinho, o técnico Cuca deu sequência à preparação do Atlético para o próximo jogo na Libertadores. O time vai enfrentar o Sarandi, na próxima terça-feira, na Argentina.

O treino contou com atividades de movimentação, posse de bola, finalizações e jogadas aéreas. Cuca preferiu poupar Leandro Donizete, Rosinei e Araújo, todos com dores musculares. Os atletas, porém, não preocupam para a partida na Argentina, pela segunda rodada do Grupo 3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.