Ronaldinho lidera amistoso da Fifa

Ronaldinho Gaúcho e o técnico Carlos Alberto Parreira irão liderar jogo beneficiente organizado pela Fifa e pela Uefa em solidariedade às vítimas do tsunami. Jogo ocorre no dia 15 de fevereiro, em Barcelona entre uma seleção liderada pelo atacante e o técnico brasileiro, contra outra chefiada pelo ucraniano Andriy Shevchenko, do Milan. Os técnicos Frank Rijkaard, Marcello Lippi e Arsene Wenger também participação do encontro. Segundo a Fifa, toda a arrecadação da partida será doada às vítimas. "A família do futebol está determinada a fazer todo o possível para ajudar. A partida "Futebol para a Esperança" é o símbolo dessa solidariedade", afirmou o presidente da Fifa, Joseph Blatter. A entidade máxima do futebol decidiu realizar a partida depois da iniciativa do Brasil em levar a seleção nacional ao Haiti. A decisão de adotar a diplomacia do futebol no caso do país caribenho foi bem recebida pela Fifa, que agora quer usar a estratégia em outros locais. Mas antes mesmo da partida, a Uefa (União Européia de Futebol) já anunciou a doação de US$ 1 milhão para o Comitê Internacional da Cruz Vermelha. O valor será usado para prestar assistência às crianças nos países afetados pela tragédia, particularmente o Sri Lanka e a Indonésia. Já a Fifa criou um fundo com cerca de US$ 2 milhões também para prestar assistência à região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.