Ronaldinho: melhor do mundo outra vez

Ronaldinho Gaúcho é o melhor do mundo pelo segundo ano consecutivo em eleição realizada pela Fifa, a de mais prestígio do futebol. A Agência Estado apurou que o craque brasileiro teve ampla vantagem na votação sobre os principais concorrentes, seu companheiro de Barcelona Samuel Eto?o, de Camarões, e o inglês Frank Lampard, do Chelsea. A informação não é oficial, mas foi confirmada por uma fonte ligada à entidade, nesta quarta-feira, em Leipzig. A entrega do troféu ocorrerá em festa de gala a ser realizada em Zurique, sede da Fifa na Suíça, no próximo dia 19. A vitória do atacante apenas confirma sua boa fase e a tendência que já era desenhada pelos especialistas. Ninguém conseguiu dar show e, ao mesmo tempo, mostrar eficiência como o brasileiro na última temporada. O ídolo alemão Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa de 2006, resumiu bem o que a Europa pensa sobre Ronaldinho. Quando deixava a sala de entrevista, no Centro de Convenções de Leipzig, nesta quarta, foi questionado pela Agência Estado sobre quais jogadores considerava os três melhores da atualidade. A resposta não poderia ter sido mais clara. ?Para mim, o primeiro é o Ronaldinho. O segundo é o Ronaldinho. E, bem, o terceiro é o Ronaldinho?, declarou, com um sorriso no rosto, e, provavelmente, sem saber que o autor da pergunta era um repórter brasileiro. ?Ele está muito à frente?, completou. O atleta gaúcho conquistou, em 2004/2005, o título espanhol com o Barcelona, com folga. O time não teve a mesma sorte na Liga dos Campeões da Europa, em que foi eliminado pelo Chelsea, nas quartas-de-final. Mas Ronaldinho brilhou mesmo na derrota. Apesar de os espanhóis terem perdido dos ingleses em Londres, o atacante fez dois gols e deixou o campo aplaudido até pelos torcedores adversários. No mês passado, deu importante ?contribuição? para a demissão de Vanderlei Luxemburgo do Real Madrid. Marcou dois golaços em pleno Santiago Bernabeu e garantiu a vitória do Barcelona por 3 a 0. Na semana passada, foi eleito o melhor da temporada pela revista France Football, uma das mais populares no Velho Continente. Ronaldinho garante o troféu pela segunda vez e fica com apenas um atrás do amigo Ronaldo, do Real Madrid, vencedor em três ocasiões (1996, 1997 e 2002). Além de Ronaldo, apenas o francês Zinedine Zidane havia sido eleito mais de uma vez (1998, 1999 e 2003). O camisa 10 do Barcelona ainda foi favorecido pela ausência de um grande astro no último ano. Eto?o é artilheiro e ótimo jogador, mas não para ser considerado o número 1 do planeta. E Lampard é eficiente, mas está longe de ser brilhante. Além de craque, o atacante de 25 anos tem carisma. Na Alemanha, aparece com freqüência em propagandas referentes ao futebol e à Copa do Mundo. ?O impressionante é que o Ronaldinho, apesar da fama, atende a todos muito bem, independentemente da nacionalidade da pessoa, da origem...?, comentou Alberto Lati, repórter da Televisa, do México, enviado à Alemanha. Boa parte do público aposta tanto em seu talento que chegou a acreditar que os quatro chutes seguidos na trave, em propaganda da Nike, foram reais e não frutos de montagem. Mais uma façanha do astro da seleção brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.