Ronaldinho minimiza pressão para ser o melhor da Copa

O meia-atacante Ronaldinho Gaúcho disse nesta quarta-feira que não se sente pressionado para ser o craque da Copa, mesmo na condição de melhor jogador do mundo. "Meu pensamento é apenas fazer o melhor para que o Brasil volte mais uma vez com o título", declarou o jogador, antes do segundo treino da seleção brasileira em Weggis, na tarde desta quarta-feira.Ronaldinho disse que o fato de ser o centro das atenções não o assusta, muito pelo contrário. "Se eu disser que não estou gostando disso eu vou mentir. Estou muito feliz e espero que esse momento dure por muito tempo", afirmou.Campeão espanhol e da Liga dos Campeões pelo Barcelona, Ronaldinho admitiu estar "um pouco cansado", e disse que precisa fazer um bom trabalho físico durante os treinos da seleção para poder fugir da pesada marcação que espera enfrentar. "Tenho consciência de que todo o pessoal que joga na frente vai encontrar muita dificuldade, por isso a preparação terá que ser muito boa", afirmou o número 10.Na manhã desta quarta, enquanto a maioria dos jogadores participava da primeira sessão de treinos, Ronaldinho realizou exames físicos e médicos na clínica Swiss Paraplegic Center, em Notwil, cidade vizinha a Weggis, ao lado dos três goleiros, do zagueiro Luisão e dos volantes Edmílson e Gilberto Silva.Em boa formaO lateral-esquerdo Roberto Carlos disse que chega em ótima forma física para sua terceira Copa do Mundo. "Na última parte do Espanhol consegui melhorar minha forma física e estou muito bem", disse o jogador, que evitou fazer comparações entre o ambiente desta seleção e o clima vivido em Copas anteriores."Não gosto de comparar nada, mas o clima na seleção sempre foi bom. Em 2002 havia a ´família Scolari´ e agora é diferente, mas o ambiente é ótimo", declarou o camisa 6 brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.