Divulgação
Divulgação

Ronaldinho pensou que seria fácil jogar no México, diz Torrado

Meia tem apenas três gols marcados em 14 partidas disputadas pelo Querétaro, seu clube desde de setembro da última temporada

REUTERS

11 de fevereiro de 2015 | 21h22

Ronaldinho Gaúcho, que em setembro de 2014 causou grande expectativa com sua chegada ao futebol mexicano após ser contratado pelo Querétaro, pensou que seria fácil jogar neste campeonato, mas tem lutado para se adaptar por causa do dinamismo e rapidez com que se joga, disse nesta quarta-feira o meio-campista do Cruz Azul Gerardo Torrado.

"Pensava que ia jogar muito fácil na liga mexicana, e se demonstra que é uma liga muito competitiva, dinâmica e rápida. Não é fácil jogar nela, podem vir jogadores de muita qualidade, mas se eles não têm capacidade de competir, sofrem", disse Torrado.

Ronaldinho só marcou três gols em 14 jogos com os "Gallos Blancos" de Querétaro, e até perdeu um pênalti em sua estreia. "Nós sabemos as qualidades e o grande jogador que ele é, dá muita qualidade ao ataque do Querétaro", acrescentou.

O Cruz Azul visitará na sexta-feira o Querétaro, pela sexta rodada do torneio Clausura, onde a equipe celeste vai tentar permanecer invicta no topo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.