Ronaldinho perde pênalti e Atlético-MG só empata em casa na Libertadores

Clube faz segundo empate seguido na fase de grupos, desta vez diante da torcida em Belo Horizonte

Demétrio Vecchiolo , Agência Estado

19 de março de 2014 | 21h48

SÃO PAULO - Se pretendia terminar a fase de grupos com a melhor campanha geral, é melhor o Atlético Mineiro rever os planos. Nesta quarta-feira, empatou pela segunda vez seguida com o Nacional do Paraguai, desta vez em Belo Horizonte, por 1 a 1. Na semana passada, os dois times já haviam se enfrentado pela terceira rodada do Grupo 4 da Libertadores, em Ciudad del Este, ficando no 2 a 2.

Ronaldinho Gaúcho desempenhou papel de vilão nesta quarta. Perdeu um pênalti no começo do primeiro tempo - bem defendido por Ignácio Don -, mas depois se redimiu ao abrir o placar numa outra cobrança de pênalti, pouco depois. De falta, Riveros empatou. No segundo tempo, o nervosismo impediu o Atlético de chegar à vitória.

O time mineiro segue líder do Grupo 4, com oito pontos, enquanto o Nacional tem cinco. Independiente Santa Fé (Colômbia) e Zamora (Venezuela) somam quatro. Na próxima rodada, dia 3 de abril, o Atlético vai enfrentar os colombianos, fora de casa. Antes disso, faz os dois jogos da semifinal do Campeonato Mineiro, contra o América.

O JOGO

Como os reservas atuaram no fim de semana passado pelo Campeonato Mineiro, os titulares do Atlético tiveram uma semana inteira para treinar e chegar descansados para o jogo desta noite de quarta. Impondo ritmo forte, o time da casa perdeu chance com Jô logo no primeiro minuto e teve a chance de abrir o placar aos 13.

Tardelli foi lançado por Ronaldinho Gaúcho na direita da área e foi visivelmente puxado por Mendoza. Ronaldinho foi para a cobrança, mandou no canto direito, mas Ignácio Don se esticou todo para fazer grande defesa.

Outra boa chance de bola parada veio aos 18, em falta na entrada da área, mais uma vez cobrada pelo craque. Marcos Melgarejo subiu na barreira e bloqueou a bola com a mão. Mais um pênalti para Ronaldinho bater. Desta vez o atleticano mudou o lado, mas pegou mal na bola. Ignácio Don acertou o canto, chegou nela, mas não segurou.

Atrás no placar, o Nacional partiu para o ataque. Quase fez aos 27, com Benítez, mas Victor foi corajoso ao sair aos pés do rival e salvar. Nove minutos depois, o empate. Riveros deu uma de Ronaldinho e bateu falta com categoria, por cima da barreira, no ângulo direito de Victor. O goleiro nem se mexeu.

Com Neto Berola no lugar do machucado Fernandinho, o Atlético mostrava nervosismo na hora de atacar, parecendo sem segurança de que conseguiria o empate. Na melhor chance, Berola tabelou com Ronaldinho Gaúcho, saiu na cara do gol, mas mandou para fora.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 1 X 1 NACIONAL-PAR

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Otamendi, Leonardo Silva e Dátolo; Pierre (Guilherme), Josué (Leandro Donizete) e Ronaldinho Gaúcho; Tardelli, Fernandinho (Neto Berola) e Jô. Técnico - Paulo Autuori.

NACIONAL-PAR - Ignacio Don; Ramón Coronel, Balbuena, Cáceres e Mendoza; Melgarejo (Nico Martínez), Riveros, Derlis Orué e Torales; Benítez (Piris) e Bareiro (Santa Cruz). Técnico - Javier Torrente.

GOLS - Ronaldinho Gaúcho, de pênalti, aos 19, e Riveros, aos 36 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Omar Ponce (Equador).

CARTÕES AMARELOS - Leonardo Silva, Jô e Melgarejo.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.