Ronaldinho recorre de ação cautelar

Ronaldinho Gaúcho deu início nesta segunda-feira à batalha jurídica para tentar sair do Grêmio. O advogado do jogador, Sérgio Neves, entregou à juíza Mara Loguércio, da 26ª Vara da Justiça de Trabalho de Porto Alegre, o pedido de reconsideração da ação cautelar concedida por ela ao Grêmio na semana passada, dando ao clube direito de vínculo do jogador.Com o vínculo, o atacante fica impedido de ser transferido para o Paris Saint-Germain, com o qual assinou pré-contrato, ou qualquer outro clube, se não pagar a multa exigida pelo Grêmio. O valor da multa é de R$ 84 milhões, valor do passe fixado na Federação Gaúcha de Futebol (FGF).O prazo de contestação do processo acabou nesta segunda. A juíza, informou que o pedido será examinado somente nesta terça-feira, quando ela poderá mudar ou não a decisão, ou marcar a audiência entre as partes.O advogado argumenta que o vínculo não existe mais porque o contrato de Ronaldinho com o Grêmio é irregular. Segundo ele, um dos documentos mostra que o atacante receberia do clube salários de R$ 2,5 mil, e outro papel atesta os vencimentos realmente pagos a Ronaldinho, que no fim do contrato, encerrado dia 15, chegavam a R$ 45 mil. O Grêmio, que garante não haver irregularidades, tem 30 dias para apresentar a ação definitiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.