Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Ronaldinho tem lesão grave e é dúvida para o Mundial

Tempo de recuperação do meia gira entre três e dois meses e meio

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 17h49

BELO HORIZONTE - O Atlético Mineiro pode ter que disputar o Mundial de Clubes, em dezembro, no Marrocos, sem o seu principal jogador. Ronaldinho Gaúcho rompeu o músculo adutor da coxa esquerda no treino de quinta-feira, a lesão é considerada grave, e o jogador agora terá que correr contra o tempo para se recuperar a tempo de ser a estrela do time alvinegro no seu primeiro Mundial.

"Ontem (quinta-feira) à tarde, o Ronaldinho sentiu dores na região adutora da coxa esquerda, e, após exame clínico e de imagem, foi diagnosticada ruptura na musculatura. O tratamento intensivo já começou. Hoje (sexta-feira) pela manhã ele já iniciou tratamento intensivo e agora é aguardar como vai ser a evolução", disse o médico Rodrigo Lasmar, responsável por levar a má notícia para os atleticanos.

De acordo com Lasmar, esta não é uma lesão comum. "Ele nunca se queixou de dor na região da coxa e do adutor. Normalmente, são traumas ou pancadas causadas pelo jogo, que em dois ou três dias melhora. Essa foi a lesão mais grave, sem dúvida, em toda sua carreira." O médico prefere não dar um prazo para a volta de Ronaldinho Gaúcho aos gramados. A certeza é que ele não joga mais no Brasileirão, tentando se recuperar a tempo de estrear com o Atlético no Mundial de Clubes no dia 18 de dezembro.

"A gente tem cuidado em falar em tempo quando se trata lesão muscular. Não existe uma regra. Depende do jogador, da coxa, da posição. São muitas coisas envolvidas. É uma lesão grave, onde o tempo de recuperação não é curto, gira em torno de três meses, três meses e meio, dois meses e meio", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGMundial de Clubes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.