Ronaldo admite má fase e agradece apoio

Ronaldo admitiu nesta quarta-feira aquilo que seus companheiros se esforçaram na véspera para negar: está em má fase. O atacante do Real Madrid agradeceu bastante o empenho dos colegas de Seleção na tentativa de reanimá-lo, mas reconheceu que precisa, urgentemente, voltar a fazer o que sabe: gols. "Estou numa fase difícil no clube. Os gols não estão saindo. Até tenho feito bons jogos, mas o público quer é ver gol, e eu não os tenho feito", disse o Fenômeno.A pressão sobre o atacante não é só dentro de campo, mas também fora dele. Considerado pelo técnico Parreira uma "celebridade", Ronaldo está tendo de aprender a conviver com as vaias. No jogo de domingo pelo Real Madrid, contra o Málaga, chegou a atirar uma garrafa de plástico em torcedores que o criticavam. "É difícil não ficar de cabeça quente quando ofendem sua mãe e cometem um ato racista", disse Ronaldo, sem revelar as ofensas, mas admitindo que o racismo o tem incomodado bastante. "Atrapalha, mas é coisa de uma minoria de ignorantes". Ainda sobre o incidente no último jogo do Real, Ronaldo disse que "o que doeu mais foi ter tido três ou quatro chances de marcar gols e não ter feito nenhum. Doeu muito mais do que o que aconteceu depois".O atacante se assustou quando questionado se concordava com a avaliação de Parreira, de que seria "uma das três maiores celebridades do mundo". Ele acha que não é para tanto. "Eu sou o que sou. Não tento ser mais do que ninguém, não tento tirar o espaço de ninguém e, principalmente, não tento passar por cima de ninguém. Só tento ser o melhor no que faço, ser o melhor pai, o melhor filho, o melhor atacante..."O desabafo, que pode ser considerado "profundo" para um jogador que não costuma se expor bastante nas entrevistas, surpreendeu os jornalistas que se acotovelavam para ouvir o primeiro depoimento de Ronaldo desde que ele desembarcou no Brasil, segunda-feira. Ao perceber que já tinha falado demais, o Fenômeno interrompeu o papo, se despediu e correu para o campo treinar com os outros jogadores. Foi praticar finalizações para os gols que lamenta não vir fazendo.Antes, já tinha feito questão de deixar claro: a má fase que atravessa na Espanha não vai interferir em seu rendimento nos jogos contra o Peru, domingo, e o Uruguai, quarta-feira que vem. "Quando estou na Seleção, só penso em Seleção. Quando estou no Real Madrid, só penso em Real Madrid. Acho perfeitamente possível separar as duas coisas, até porque o ambiente aqui é diferente do ambiente que vivo lá".Sorte - Artilheiro das Eliminatórias com nove gols, quatro a mais do que os vice-goleadores (o boliviano Botero, o paraguaio Cardozo, o uruguaio Chevantón e o venezuelano Morán), Ronaldo acredita dar sorte em jogos com a Seleção. A expectativa dele é brilhar com a camisa amarela para, então, retornar à Europa com moral. "Espero que os gols saiam na Seleção, como vinham saindo. E aí, depois, tomara que eu volte bem para o Real Madrid".O Fenômeno rasgou elogios para os colegas, que afirmam que vão se empenhar para ajudá-lo em campo. Ronaldinho Gaúcho, por exemplo, disse que "vai correr dobrado para deixar Ronaldo na cara do gol". "É maravilhoso voltar para a Seleção e contar com o apoio dos companheiros", disse o atacante. Ronaldo falou também sobre a possível entrada de Robinho no time titular, no lugar do volante Juninho Pernambucano. "É até um problema muito grande para o Parreira ter tantos jogadores com tanta qualidade. Vamos ver o que ele vai decidir. Mas tenho certeza que, quem entrar, vai dar o máximo para ajudar a Seleção".O Fenômeno é fã confesso do futebol-moleque de Robinho, com quem pode vir a jogar no Real Madrid ainda este ano, já que o clube espanhol tem muito interesse no atacante santista. "Desejo o melhor para o Robinho, um garoto que já mostrou que tem muita qualidade. É um ótimo jogador". Sobre o jogo contra o Peru, Ronaldo disse: "A gente está preparado para uma retranca, mas não temos que nos preocupar com o adversário, e sim com nosso time".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.