Ronaldo aparece no vestiário e motiva corintianos em vitória contra Ponte Preta

Equipe alvinegra venceu por 3 a 0 e encaminhou título dos Paulista

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2017 | 19h58

A presença de Ronaldo Fenômeno foi um dos fatores que motivaram a bela atuação do Corinthians neste domingo, em Campinas (SP). A revelação foi feita pelo meia Rodriguinho, autor de dois gols e duas assistências. O ex-jogador foi ao vestiário e falou com os jogadores no estádio Moisés Lucarelli. Durante o jogo, as câmeras de tevê flagraram o ex-corintiano comemorando o gol de Jadson.

"Ele é um ídolo do Corinthians e nos deu uma palavra de incentivo. Ele chegou um pouco atrasado e teria de pagar caixinha se ainda jogasse aqui (risos), mas foi bacana. Ele nos ajudou muito. Foi motivacional", disse o meio Rodriguinho.

"Tive a oportunidade e o prazer de trabalhar com ele dois anos, em 2009 e 2010. Ele não falou nada, chegou no vestiário na hora em que estávamos saindo pelo túnel. Ele cumprimentou um a um e desejou boa sorte, só. Mas é uma presença forte, um cara positivo, dá o impacto. Agradeço por ele ter ido ao vestiário", disse o treinador Fabio Carille.

Os jogadores reconheceram que o placar de 3 a 0 foi inesperado, considerando-se um jogo decisivo. "Ninguém esperava esse resultado. Foi um placar elástico, difícil de acontecer em jogos decisivos, mas demos um grande passo", disse o meia Jadson, autor do segundo gol.

Para o zagueiro Pablo, outro destaque da partida, o time soube controlar a partida. "Fizemos uma grande vantagem, que pouca gente esperava, porque atuamos bem em todos os setores", disse o defensor, que ganhou grande parte das jogadas pelo alto.

Apesar da vantagem de 3 a 0, todos os jogadores destacaram que o time não pode comemorar por antecipação. "Precisamos ter humildade. Nós já vimos grandes viradas no futebol. É preciso manter a humildade", disse o lateral-direito Fagner, que não tem presença confirmada na finalíssima.

Fagner será julgado juntamente com o meia peruano Cueva, do São Paulo, nesta terça-feira, pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). Os jogadores trocaram ofensas na semifinal do Paulistão.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.