Ronaldo apóia Runco e afirma que prefere operar o joelho

Em sua coluna publicada no jornal espanhol El Mundo, o atacante Ronaldo afirmou, nesta sexta-feira, que concorda com o médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, com relação à necessidade de uma pequena cirurgia no joelho. "É melhor operar e remover as calcificações e, conseqüentemente, eliminar os problemas que me causaram nos últimos oito meses", afirmou o jogador.Na última quarta-feira, Runco disse que Ronaldo vinha sofrendo de dores nos joelhos, causadas por uma calcificação da tíbia (que fica logo abaixo do joelho), e que uma cirurgia seria necessária para a remoção dos depósitos de cálcio. Mas nesta quinta, o Real Madrid, clube ao qual pertence o atacante brasileiro, negou que o jogador teria de ser submetido a uma operação."Vou viajar ao Brasil em breve e verificar se deverei ser operado para resolver esse pequeno problema", afirmou Ronaldo. "Não ficarei inativo por muito tempo porque não se trata de uma cirurgia complicada e séria, e acredito que os benefícios da cirurgia serão muito maiores se comparados com as vantagens de não ser operado. De qualquer maneira, estarei pronto para começar a temporada com o Real".Nesta quinta-feira, o Real Madrid informou, em sua página na Internet, que "Ronaldo voltou da Copa do Mundo com dores no joelho esquerdo, o que o levou a ser examinado pelos médicos do clube. O jogador foi avisado para descansar para preservar o tendão do joelho direito". E acrescentou: "Os médicos do Real estabeleceram contato com Runco para conversarem sobre os resultados dos exames realizados em Madri, com vistas a avaliar as condições dos joelhos do jogador. No momento, uma cirurgia está descartada".Ronaldo está em férias nos Estados Unidos, e o próximo compromisso do Real Madrid está agendado justamente para aquele país - um amistoso contra o Real Salt Lake, no dia 12 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.