Ronaldo começa a curtir as férias

Um dia depois de ser cortado da seleção brasileira, o atacante Ronaldo preferiu ficar com a mãe, dona Sônia, com quem almoçou, e com outros parentes no Rio. Saiu de casa apenas uma vez, para resolver problemas particulares, já no início da noite desta terça-feira. Antes, conversou rapidamente por telefone com Roberto Carlos, seu colega de Real Madrid, que estava com a seleção na Granja Comary, em Teresópolis.Ronaldo recebeu outras ligações de amigos, dos quais ouviu palavras de solidariedade. Ele repetiu que não estava chateado com o técnico Carlos Alberto Parreira, com quem manteve contato duas vezes na segunda-feira, quando então foi informado de seu corte.Ainda nesta terça-feira, Ronaldo demonstrava decepção com a decisão que ele mesmo atribuiu à direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas não quis se estender em comentários. Voltou a afirmar que vai procurar descansar bastante nas férias, fazer uma boa pré-temporada pelo Real Madrid e se esforçar ao máximo para voltar à seleção."Tenho todo orgulho do mundo de vestir a camisa da seleção. Sempre terei", disse Ronaldo, em conversa com seu assessor de imprensa, Paulo Julio Clement.Ronaldo ainda não planejou nada para as férias. Disse que vai ficar mais alguns dias no Rio e reclamou do assédio de fotógrafos. Chegou a afirmar que se sentia perseguido a todo instante, embora ressaltando que respeitava o trabalho deles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.