Marcos D´Paula/AE
Marcos D´Paula/AE

Ronaldo comemora vaga e revela lesão que o limitou

Atacante revelou que está com uma contratura na panturrilha direita e pode desfalcar o Corinthians

AE, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 00h59

A principal estrela do Corinthians não brilhou na noite desta quarta-feira. Mesmo assim, criou uma chance clara de gol e ainda procurou ajudar o time na marcação. Assim foi Ronaldo no empate do Corinthians por 2 a 2 com o Fluminense, no Maracanã, que valeu a vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Com a classificação assegurada, o Fenômeno apontou a vitória por 1 a 0 no Pacaembu, conquistada pelo jogo de ida, como fundamental para a passagem à próxima fase.

Veja também:

linkMano Menezes pensa novamente em poupar titulares

linkMano Menezes avisa: 'Vasco é o Corinthians do ano passado'

forum Blog Bate-Pronto - Jogaços na Copa do Brasil

tabela Copa do Brasil - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Soubemos administrar a vantagem que fizemos em São Paulo", definiu Ronaldo, que reconheceu sua preocupação defensiva no jogo desta quarta. "Importante é a gente ajudar de alguma maneira. Hoje procurei ajudar na marcação, já que tínhamos uma vantagem grande e soubemos administrar." Mas o centroavante deixou claro que não deixa de ter como objetivo principal a sua função de artilheiro no Corinthians. "Eu não abro mão de fazer gol", afirmou.

Mesmo sempre procurando o gol, Ronaldo não marca há três jogos. Para ele, o motivo é uma leve lesão que tem o incomodado. "Não foi fácil jogar porque estou com uma pequena contratura na panturrilha direita", revelou o Fenômeno. "Isso me limitou bastante, no meu estilo de jogo, nas minhas arrancadas", explicou. "Agora é descansar e tentar recuperar da melhor maneira possível. Para estar 100% e render o que eu estava rendendo antes."

Após esclarecer que sentiu a contusão na véspera do primeiro jogo contra Fluminense, ainda no dia 12, Ronaldo deu indícios de que não deve atuar no próximo jogo do Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, contra o Barueri, sábado, no Pacaembu. "O ideal para mim é jogar uma vez por semana", disse o centroavante, lembrando ainda que a prioridade é o título da competição mata-mata. "A gente vai continuar focando no objetivo principal neste momento, que é a Copa do Brasil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.